terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Mais um...

Desta vez chama-se Mgr Tadeusz Pieronek e era muito amigo do papa João Paulo II. A mensagem é sempre a mesma: "os judeus" inventaram esta história do Shoah para agora "obterem vantagens muitas vezes injustificadas". A seguir falou da conspiração judaica, etc.

Ontem estava a dizer a um amigo meu que, entre os evangélicos e os católicos, ainda assim preferia os católicos, porque eram menos estúpidos e menos selvagens... mas foi uma coisa impensada que eu disse e ainda bem que aqui o Monsenhor Pieronek me relembrou esta parte do credo deles.

No fundo, no fundo, estes monsenhores acham que o Holocausto foi chato, que o Hitler abusou um bocado e tal, mas que "os judeus", como ele diz, "são duma arrogância insuportável" e estavam mesmo a pedi-las!

Leio estas coisas e fica-me a apetecer ver um 'remake' do filme do Tarantino mas desta vez passado em Roma!