quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Leituras (27/1/2010)

  1. «Pedro Passos Coelho já não é um miúdo, mas mantém, apesar dos 45 anos, um jovial aspecto de bom rapaz. (...) Fiquei a saber que, para este bom rapaz, a educação e a saúde devem ser asseguradas pelo sector privado ou pagos ("co-financiados", diz ele) pelos utilizadores. Fiquei a suspeitar, nas entrelinhas, que ele está quase convencido a cobrar propinas no ensino obrigatório, a exigir lucros no tratamento do cancro ou a aliviar os ricos de taxas para a Segurança Social. Mas, querido povo, descansai que ficará o Estado "a regular" tudo… (...) Não preciso de ficar a saber mais. Com Passos Coelho poderemos ganhar um bom rapaz no Governo, mas os maus rapazes do costume, na noite em que ele for eleito, abrirão garrafas de champanhe.» (Diário de Notícias)
  2. «Tem-se vindo a verificar uma divisão nítida, tanto quanto eu posso ver/ler em dois tipos de blogs: Os profissionais; Os amadores. Os profissionais são escritos por pessoas que têm alguma profissão ligada à escrita e, por isso, têm facilidade de se exprimir. Consideram também que o blog tem de ter um certo número de posts diário, mesmo que não exprimam nada de especial. Este tipo de blogs tem vindo a concentrar-se, isto é, alguns encerram e os seus colaboradores mudam para outro o que permite que mantenham o tal número de posts regular. Muitas vezes estão conotados com partidos ou correntes políticas. Os amadores que são, ou eram, a verdadeira essência do sistema: repositórios de textos que não seriam publicados em órgãos de comunicação estabelecidos, pelas mais variadas razões, desde a falta de interesse ao boicote de determinadas opiniões por parte desses mesmos órgãos. (...) Lamentavelmente este grupo, no restrito universo em que me movo, tem vindo a diminuir de dimensão, pelo encerramento, ou suspensão voluntária pelos seus autores.» (Croquete-matinal)