segunda-feira, 28 de setembro de 2009

O Dalai Lama não foi recebido pelo PR

  • «A Associação Ateísta Portuguesa (AAP) considerou que o anúncio da visita do Papa a Portugal feito pela Presidência da República antes das eleições legislativas constituiu "uma politização inadmissível daquilo que é apenas matéria de crença pessoal". (...) "A visita de um papa católico é assunto da Igreja católica e não matéria do Estado português", assinala a AAP.» (Expresso)
O Dalai Lama, que também se reclama Chefe de Estado (que não é nem deve ser, embora haja um povo tibetano e não haja um povo vaticânico), não foi recebido pelo Presidente da República. Cheira-me que Ratzinger o será. Coisas da política realista (ou cínica, se preferirem).

Ideias para receber condignamente Ratzinger, convidado especial das contra-comemorações do centenário da República?