quarta-feira, 29 de julho de 2009

Moral Majority

Mais outro escândalo sexual de mais um senador, desta vez do Tennessee, casado, pai de duas crianças, puritano, que declarou publicamente que as pessoas solteiras não deviam ter relações sexuais e depois se meteu na cama com uma funcionária de 22 anos.

Este ano ainda só vão quatro: um senador do Tennessee, o governador da Carolina do Sul, um senador do Nevada e um assessor duma senadora da Pennsylvania. Todos da extrema direita, puritanos e acusadores.

Devo dizer, em abono da verdade, que não são todos igualmente ordinários. Bill Maher comparou recentemente os emails de dois deles para estabelecer e clarificar as diferenças: as rebaixonices dos republicanos vão desde o simples adultério até às situações mais desgraçadas e embaraçosas.