terça-feira, 16 de junho de 2009

João Paulo II

Parece que o papa João Paulo II tinha uma amiga a quem escrevia cartas e isto (o facto dela ser da persuasão feminina) "pode atrasar a sua batificação". Um sonho. Matar espanhóis aos magotes (Nuno A. Pereira) ou apoiar um facínora e o fuzilamento sumário de milhares e milhares de inocentes (Escrivá) não faz mal. Mas escrever cartas a uma mulher é, aparentemente, um crime imperdoável!