domingo, 17 de maio de 2009

Milhares de pro-vidas?

Os "milhares de manifestantes" anunciados à porta da universidade para protestarem o facto de Obama ser assumidamente pro-escolha afinal eram 300. Pelo contrário, muitos antigos alunos ameaçaram retirar a universidade dos seus testamentos se o director persistisse em negar o título honoris causa a Obama e obrigaram-no a dar o dito por não dito e atribuir o título ao presidente dos EUA.

No fim, duas escassas dúzias de manifestantesinvadiram a universidade e a polícia teve de prender 19 pessoas, de ambos os sexos, que se manifestavam contra os direitos das mulheres.

Por muito que a banca, os seguros, a indústria de saúde, a indústria militar, a imprensa e a televisão não queiram, a América adora ter um presidente adulto, articulado e viajado.