segunda-feira, 18 de maio de 2009

Anti-EUA...

Eu acho que se tornou uma espécie de passatempo dos simples pedir aos americanos que sejam mais morais que o resto do mundo. Os relatórios da Amnistia Internacional mostram bem que quase todos os países do mundo (incluindo Portugal) têm telhados de vidro.

Os EUA são de facto enormes, riquíssimos, fortíssimos e populados por campónios que adoram o dinheiro como um fim, como a única medida de felicidade e respeitabilidade, como a única prova do amor do deus deles. Por isso, os americanos fazem coisas horríveis uns aos outros, por dinheiro. E aos vizinhos e países que têm recursos que eles precisam, nem é bom falar.

Mas os portugueses fazem coisas horríveis uns aos outros sem razão nenhuma. Para não falar da forma como tratamos os imigrantes, ou das ex-colónias, onde os políticos portugueses pactuam com e encobrem os crimes mais hediondos e as injustiças mais repugnantes, todos os dias.

E os espanhóis? E os franceses? E os ingleses? E os holandeses? E os sauditas? e os Líbios? E os russos? E os chineses? E os ucranianos? E os brasileiros?... serão melhores?

Torna-se um bocado irritante ouvir este tom das críticas quotidianas aos EUA, que parece que sugerem implicitamente que o resto do mundo é todo honesto e generoso. Os americanos não têm, infelizmente, o monopólio da ganância. Nem o da violência.