sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Pensei que estivesse a ler mal

A companhia aérea Ryanair vai passar a cobrar uma libra por cada xixizinho feito a bordo. São as maravilhas do neoliberalismo: preferem que os clientes façam xixi nas calças ou no banco do avião do que permitir que façam o seu xixizinho, livremente, na sanita do avião. Ainda hão-de cobrar uma taxa por respirarmos, ou por ressonarmos durante o voo, ou por soltarmos gases.

Aos neoliberais que dizem que o Estado é que é opressivo, gostaria de perguntar se se não se trata de uma situação de abuso de monopólio da única-casa-de-banho-a-10-mil-metros-de-altitude?