segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

O século XXI...

Na semana passada recebi aqui um email sobre o Salazar e a ponte sobre o Tejo e mais não sei o quê, que ele era honesto e que morreu pobre (e a criada dele ainda mais...)

Acho que até lhe fizeram um website.

E hoje estava aqui a (re)ver o "Ludwig" do Visconti e a pensar que a seguir à segunda guerra mundial o Ocidente teve 50 anos de paz, democracia, abundância, liberdade e justiça, mas que foram 50 anos sem paralelo na história do planeta.

O normal tem sido a populaça a levar pontapés e a pagar o forróbódó permanente das classes altas e dos cleros que as amparam. Como ainda acontece na Arábia Saudita, no Irão, na Nigéria, no Brasil...

Tudo pesado, acho que o Sr. Duarte e o Dom Policarpo até têm a História do lado deles.

O povo é sereno e com 'A Bola' todos os dias, uns fadinhos volta e meia, e Fátima três vezes por ano (para pagar as promessas, que Deus é generoso com os miseráveis e tende a fazer imensos quando o clero está no poder), vive no céu.

...e a santa da ladeira ou o Paulo Cardoso, para quem não gosta de banhos de multidão.

A verdade é que há imensa gente que não tem coragem para assumir responsabilidades e que se atrapalha quando não tem um chefe que lhe diga o que deve e não deve fazer, quem são os 'bons' e quem são os 'maus', ou o que é bonito e o que é feio. E são os que se regalam a ler as colunas sociais. Basta cortar-lhes na informação e na educação e eles tornam-se na maioria...