segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Educação - II

Existem três razões pelas quais a sociedade deve garantir instrução gratuita e universal:

1- É um imperativo de justiça. Ninguém merece ficar sem acesso à instrução porque os pais o decidiram, quer porque não dispunham de recursos, quer porque os preferiram alocar de outra forma. Esta questão está explorada no texto anterior.

2- A sociedade tende a ficar mais próspera se a instrução for mais generalizada. E a gratuitidade da instrução contribui para a sua generalização.

3- É uma forma de redistribuição eficaz, conducente a uma maior igualdade de oportunidades, não diminuindo o incentivo ao trabalho.

As razões são tão fortes e claras que nenhum país desenvolvido abdica de um sistema de ensino gratuito e universal. No entanto, em alguns países a instrução gratuita não inclui o ensino superior. Em Portugal vai-se caminhando nessa direcção à medida que as propinas têm um peso cada vez maior no orçamento das Universidades.

Pelas razões acima expostas, isso é uma asneira.