domingo, 28 de setembro de 2008

Homofobia

Li esta frase dum membro do P"S" no blogue "Tempos que Correm" sobre a questão do casamento gay: «É uma medida legislativa complexa e entendemos que só se deve legislar na sequência de um amplo debate na sociedade».

Complexa?! Sonegar os direitos humanos mais elementares (como diz Vale de Almeida: "a oficialização voluntária de uma vida em comum") a um grupo de pessoas com base na orientação sexual delas parece-me uma coisa muito simples, própria de pessoas muito, muito simples. Como diria Eça, uma coisa de selvagens "frescos dos matagais da serra".

O P"S" é a Acção Católica com reumático. Uma organização informe, sem alma nem coluna vertebral, uma vergonha nacional que precisa de ser escorraçada dos lugares públicos com tomates podres. Não vejo outra maneira. :o)

Eu esperava ver ao menos a J"S" envergonhada com esta situação abjecta e medieval, em que a ICAR dita a agenda da República.

Mas não. Os bravos jovens "socialistas" vendem tudo por uma carreira miserável no partido e não se importam de ajudar a transformar Portugal num sovaco de ex-fascistas e ex-comunistas (que entregavam os camaradas gay à PIDE, lembram-se?) sem coragem, nem educação, nem abertura de espírito, nem solidariedade, nem empatia para com os cidadãos.

Que escumalha mais triste e mais desgraçada! Nem os membros gay do P"S" vão emitir um piu de protesto?